Dicas para montar uma equipe

Que tal dividir suas ideias com um grupo de pessoas, para novas e melhores possibilidades emergirem entre vocês?

  1. Habilidades complementares – Para funcionar bem, a equipe deve ter um bom sonhador, um bom realista e um bom crítico. “O papel de cada um é fundamental e é preciso buscar um equilíbrio dessas diferentes capacidades”. Ao juntar muitos sonhadores numa equipe, boas ideias irão surgir, mas nada será colocado em prática. Para ter o plano de ação, vale convidar quem tenha o perfil realista que fique responsável por colocar tudo no papel e definir as etapas, os prazos. Por fim, o crítico é a pessoa que consegue questionar os pontos cegos do projeto, para que sejam feitos os ajustes necessários. “Por outro lado, muitos críticos juntos reclamam de tudo”..
  2. Quem somos nós – É essencial saber quais são os valores compartilhados. Os membros ficam automotivados quando têm o senso de quem são enquanto equipe, quem traz o que ao grupo. Assim, mesmo quando ocorrem os possíveis atritos, a qualidade do relacionamento favorece que ocorra uma autocorreção de forma natural. Essa integração garante o bem-estar de todos, a qualidade de produção e a agilidade.
  3. Troca de ideias – “Quando as pessoas se juntam para compartilhar informações, novas possibilidades emergem no espaço entre elas”. Essas ideias jamais surgiriam se as mesmas pessoas estivessem pensando sozinhas, essa conexão do feedback, da conversa é que contribui para que os humanos evoluam, amadureçam. Por isso, é essencial estimular que as equipes compartilhem todas as ideias, por mais elementares e absurdas que possam parecer. “Num encontro entre duas pessoas, se cada uma chegar com uma ideia, no mínimo, as duas irão sair de lá com duas ideias”..
  4. Liderança – Toda equipe precisa de um líder, que consiga inspirar os demais. “Como você sabe que tem liderança?” Deve-se olhar para trás e verificar se tem alguém o seguindo.