Quais documentos separar para fazer IRPF?

Quais documentos separar para fazer IRPF?

Faltando menos de um mês para o fim do prazo de declarar o Imposto de Renda, ainda há vários contribuintes que não transmitiram as informações obrigatórias ao Fisco. Antes de enviar as informações, os cidadãos deverão escolher qual tipo de declaração a fazer: simplificada ou completa. A diferença básica entre as declarações é que, na simples, a pessoa vai continuar recebendo um desconto de 20% no valor tributado. Assim, esse tipo de procedimento é para quem possui uma fonte de renda. Para aqueles que contam com mais de uma fonte de renda ou que tenham altos gastos médicos, pagamento de pensão alimentícia, despesas com educação e previdência privada, entre outros, os especialistas recomendam a declaração completa. Quem optar pela completa deve separar todos os recibos médicos, despesas com educação e dados de todos os dependentes, inclusive do cônjuge. No caso de dependentes com rendimentos, os valores também precisam ser informados. Um breve check-list com 15 documentos importantes para se ter em mãos no momento de fazer o IRPF: 1- Cópia da declaração entregue em 2012 (ano-calendário 2011) 2- Informes de rendimentos de instituições financeiras, bem como de salários, pró-labore, distribuição de lucros, aposentadorias etc. 3- Controle de compra e venda de ações, com apuração mensal de imposto 4- Recibos e notas fiscais relativos a despesas com saúde 5- Comprovantes de despesas com instituições de ensino 6- Recibos de pagamentos à previdência privada e oficial 7- Recibos de aluguéis pagos ou recebidos 8- Documentos que comprovem venda ou compra de bens em 2012 9- Recibos de pagamentos de prestação de bens como imóvel e carro 10- Documentos comprobatórios de dívidas assumidas em 2012 11- Comprovantes de despesas do livro-caixa (para prestadores de serviços autônomos) 12- Darfs de carnê-leão pagos 13- Comprovantes de doações para fins de incentivos fiscais (Fundos da Criança e do Adolescente, Lei Rouanet, Audiovisuais etc.) 14- Todos os documentos acima referentes aos dependentes, além do número do CPF dos mesmos maiores de 18 anos 15 – Dados da conta bancária para restituição ou débito das cotas do imposto.

 

Regina Célia

Analista Empresarial

LCR Contabilidade & Consultoria talentosrh@gmail.com

http://www.lcrcontabilidade.com ( 55 21 2263-4306 )